.

.

21 de ago de 2014

Masturbação Infantil, como se comportar perante essa situação?

Olá amigas e amigos!!!
Hoje venho falar sobre um assunto que as vezes é difícil de lidarmos, porém está presente nas salas de aulas e também em casa com nossos filhos.

Foto retirada do site UAI
Masturbação Infantil

Definição:

A masturbação faz parte da vida das pessoas desde a infância, é um comportamento normal em todas as idades, é uma maneira de exploração do corpo, mas é tabu em qualquer fase. Desde a Idade Média, incutia-se na cabeça de crianças e jovens "males" causados pela prática, como loucura, isolamento, espinhas no rosto e até pelos nas mãos. Pura lenda! A masturbação é a estimulação dos próprios genitais para obter prazer ou satisfação. As crianças podem esfregar os órgãos genitais com as mãos ou com outro objeto. A masturbação é algo mais do que a inspeção normal dos genitais, observada continuamente nas crianças de 2 anos de idade enquanto tomam banho. Durante a masturbação, uma criança geralmente parece aturdido, absorto e enrubescido. Uma criança pode masturbar-se com frequência de várias vezes ao dia ou apenas uma vez por semana. A masturbação acontece mais frequentemente quando uma criança está sonolenta, aborrecida, vendo televisão ou sob stress.

Causa:

A masturbação não frequente é um comportamento normal de muitas crianças em idade pré-escolar. Até um terço das crianças nesta faixa etária descobrem a masturbação enquanto exploram seus corpos. Amiúde, continuam masturbando-se apenas porque lhes causa prazer. Algumas crianças masturbam-se com frequência porque estão insatisfeitas por algum motivo, como por exemplo, o fato de terem largado a chupeta. Outros estão reagindo ao castigo ou pressão para que parem de se masturbar. A masturbação não tem causas físicas. A irritação na área genital produz dor ou coceira e não é uma causa de masturbação.
Entre outros casos, a criança pode estar passando por um período de ansiedade por causa de um acontecimento pontual na família, como a chegada de um irmão, e a masturbação seria o caminho encontrado por ela para extravasar esse sentimento. 

Evolução prevista:

Uma vez que seu filho ou filha tenham descoberto a masturbação, raramente abandonarão totalmente esta prática. É possível que não o façam com tanta frequência se forem resolvidas as circunstâncias associadas de conflito e insatisfação.
Já na primeira infância, de 1 a 3 anos dde idade, pode-se observar ereções penianas ao toque ou durante o sono do bebê. Aproximadamente aos 3 anos, a criança passa por mudanças significativas: deixa de usar fraldas, torna-se mais independente dos pais e descobre seu corpo. Nessa "exploração", ela se toca e acaba descobrindo o prazer que isso causa. "Essa fase faz parte do desenvolvimento, assim como engatinhar, andar e falar", diz Anne Lise Silveira Scapaticci, psicanalista e terapeuta familiar.
Por volta de 3 a 4 anos de idade a criança passa a manipular de forma direta os genitais, acontece de forma disfarçada nos brinquedos com os adultos, como aviãozinho ou cavalinho. Aos 5 ou 6 anos de idade, quase todas as crianças podem adquirir um pouco de discrição e apenas masturbam-se quando sozinhos. Na puberdade, a masturbação torna-se quase universal, em resposta aos aumentos bruscos - e normais- dos hormônios e do impulso sexual.
É necessário enfatizar que a masturbação é um prelúdio essencial para a realização sexual de um adulto. Estes aprendem a obter orgasmo um na companhia do outro com o coito propriamente dito, mas geralmente mantêm a atividade masturbatória como um acessório à vida sexual, um regulador do próprio desejo sexual. Nos idosos a masturbação é comum e saudável.

Conceitos errados comuns:

A masturbação não causa nenhuma lesão nem dano físico ao corpo. Não é anormal se excessiva, a menos que a criança a faça premeditadamente, em lugares públicos, após 5 ou 6 anos de idade. A prática de masturbação não quer dizer que seu filho esteja susceptível demais a se excitar sexualmente, seja promíscuo ou um transviado sexual. Apenas se os adultos reagirem de forma exagerada à masturbação de uma criança e fizerem esta prática parecer algo sujo ou perverso, haverá danos emocionais à criança, por exemplo, sentimentos de culpa e complexos sexuais.

Como se comportar perante a masturbação de uma criança em idade pré-escolar:

1- Tenha objetivos possíveis de alcançar;
É impossível eliminar a masturbação. Aceite o fato de que seu filho aprendeu a praticá-la e que ele gosta de fazê-lo. A única coisa que você pode fazer é controlar o lugar onde ele a pratica. Um objetivo razoável é permiti-la somento no quarto dele e no banheiro. Você pode dizer a seu filho, "Tudo bem que você faça isto em seu quarto quando estiver cansado". Se ignorar completamente a masturbação, sem se importar com o lugar onde ele a pratica, seu filho pensará que pode fazê-lo tranquilamente em qualquer lugar.

2- Não se importe com a masturbação na hora de dormir;
Deixe seu filho tranquilo nestas ocasiões e não fique vigiando-o. Não o proíba de se deitar de barriga para baixo e não pergunte se ele está com a mão entre as pernas.

3- Em outras ocasiões, distraia seu filho ou aluno da masturbação ou discipline-o;
Primeiro distraia seu filho com um brinquedo ou com alguma outra atividade. Se isto falhar, explique a seu filho: "sei que você gosta, e você pode fazer isso em seu quarto ou no banheiro, mas não pode em outro lugar da casa ou perto de outras pessoas". Quando as crianças tem 4 ou 5 anos de idade, se toram sensíveis à opinião de outras pessoas e entendem que só devem se masturbar quando estão sozinhos.

4- Discuta este enfoque com o pessoal do maternal ou do jardim de infância de seu filho;
Peça à professora ou à pessoa encarregada de cuidar de seu filho que responda à masturbação dele tentando distraí-lo.

5- Aumente o contato físico com seu filho ou aluno;
Algumas crianças masturbam-se menos, se receberem abraços e mimos adicionais durante todo o dia. Cuide para que seu filho tenha pelo menos uma hora diária de tempo especial com você, e assegure-se de fazer manifestações físicas de afeto durante este período.

6- Erros comuns;
O erro mais comum que os pais cometem é tentar eliminar a masturbação por completo. Isto resulta em um conflito, no qual os pais invariavelmente perdem. As crianças não devem ser castigadas fisicamente pela masturbação, nem se deve gritar ou repreendê-las neste aspecto. Não qualifique a masturbação como má,suja, perversa ou pecaminosa, e não amarre a as mãos de seu filho nem utilize outro tipo de restrições. Todas estas estratégias produzem resistência e, possivelmente, inibições sexuais mais adiante. Nem por isso devemos considerar tudo natural e permitido. É possível que a masturbação seja um problema quando é frequente. Pode ser sintoma de que a criança não consegue encontrar prazer nas brincadeiras e relacionamentos com colegas e adultos.

Procure ajuda médica se:

-Seu filho continuar masturbando-se na presença de outras pessoas.
-Suspeitar que alguém tenha ensinado seu filho a masturbar-se.
-Seu filho tentar masturbar outras pessoas.
-Suspeitar que seu filho não esteja contente.
-Você não pode aceitar nenhuma masturbação de seu filho.


Que tenha sido útil esse post, para você!
Tanto repensar quanto aos filhos, quanto aos seus alunos...
Você poderá aprender mais sobre o assunto no site: UAI.com.br com dicas de livros infantis direcionados ao tema.
Tenha um dia abençoado!!!
Bjokas...da Bia!!!

Pequenos Grandes Pensantes

2 comentários:

  1. Oi Beatriz, é a Vi, como educadora e mãe, você precisa saber como agir em certas situações, até porque se a criança não é orientada em casa, começa a se masturbar em publico e colocar em risco a própria segurança, pois pode ser vitima de pedófilos.
    Mas essa questão tem um outro angulo, o Estado já tinha feito uma cartilha sobre esse assunto, inclusive essa foto que você usou fazia parte dela, criou uma polemica enorme .
    Sou a favor da educação, da informação, mas quando o Estado começa querer interferir em certos assuntos, uma luz de alerta acende.
    Um Estado tão relapso no essencial como, alimentos, saúde, moradia e alfabetização dessas crianças, um Estado que nada faz contra a pedofilia e a prostituição infantil, esta preocupado com a vida sexual das crianças?
    Um dos comércios mais rentáveis mundialmente são exatamente a pornografia infantil e a pedofilia, inclusive com inúmeros políticos envolvidos nessa podridão.
    Muitos beijos,Vi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde amiga Vi!
      Comentário muito bem colocado e agradeço desde já sua opinião. Infelizmente quando se mistura questões políticas sabemos que nada flui corretamente, então nos resta estudar e analisar as melhores atitudes a serem tomadas em determinadas situações.
      Tudo de bom sempre! ♡
      Bjokas da Bia! ♡

      Excluir

░░░(¯`:´¯)░Obrigada por
░░(¯ `•.\/.•´¯)░░░⋰⋰Participar e
░(¯ `•.(۞).•´¯)░(¯`:´¯) Volte Sempre!
░░(_.•´/\`•._)(¯ `•.\/.•´¯) Siga o blog
░░░ (_.:._).░(¯ `•.(۞).•´¯) Deixe seu comentário
░░░(¯`:´¯)░░(_.•´/\`•._) Terei o maior prazer em
░(¯ `•.\/.•´¯)░░(_.:._). responder
░(¯ `•.(۞).•´¯)░░░░ Deixe seu blog e email
░░(_.•´/\`•._)░░ Para que possa
░░░(_.:._)░░░░░ retribuir a visita.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨Bjokas...da Bia!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Visualizações